sábado, 21 de fevereiro de 2009

Perfume: História de um Assassino


A incrível obra de Patrick Süskind narra a vida de Grennouille, um estranho indivídio nascido no lugar mais sujo da França, o Cimetièrie des Inocents. A escrota criança fica sobre a responsabilidade de uma irmã de caridade que, ao estender as narinas sobre ela, percebe que não possui o costumeiro perfume que têm todos os recém-nascidos. Acusando o bebê de estar possuído pelo demônio, a irmã o devolve ao padre, que também, ao estender o nariz sobre ele, renuncia adotá-lo. Grennouille cresce passando pelas mãos de vários mizeráveis e vagabundos, trabalhando desde cedo sem dar nenhuma palavra de protesto. Mas ele percebe que tem o dom de "colecionar" aromas, ou seja, aprisioná-los e conhecer cada um deles, e através disso ele obtém seu sucesso. Grennouille queria o controle do mundo. Ele se exila da urbanização e passa sete anos numa montanha inabitada. Retorna à vida após ter construído lá um reino imaginário só dele. Surge uma crise, e morrem várias garotas jovens da comunidade. Todos se espantam. Acusado pelo governo de ter cometido os 25 homicídios, Grennouille é capturado e exposto à comunidade, mas não como um assassino, e sim como um deus. Através do aroma criado por ele, o aroma reunido pelos 25 perfumes de suas vítimas, o carrapato exilado atrai a massa e todos clamam para que viva a pequena figura.
Uma das obras mais brilhantes do gênero.